obrigado por sua visita........ricardo

TODOS OS TEXTOS ANTERIORES ESTÃO EM ORDEM ALFABÉTICA NO LADO DIREITO - É SÓ CLICAR

sábado, 12 de setembro de 2009

SOBRE A ARTE DE CONVERSAR


SOBRE A ARTE DE CONVERSAR

Quando se fala sobre conversar as idéias que cada um faz a respeito do que seja este verbo devem divergir bastante. É uma conclusão particular minha. Olhando para traz vejo que sempre gostei de conversar e através do diálogo aprender, compartilhar, saciar curiosidades, fazer contatos e amigos. Hoje septuagenário e desde junho de 2007 colocando minhas idéias em palavras escritas vejo que muitos ainda não descobriram a maravilha deste ação tão simples e para mim prazerosa.

Nestes meus setenta anos acumulei experiência e vivencias e cheguei a algumas conclusões próprias. Nada durará muito tempo entre pessoas , seja em negócios, amizades ou casamento não houver um constante e prazeroso diálogo. Fiquei mais consciente disto quando há poucos dias li uma afirmação de Nietzsche falando sobre o casamento : “Ao pensar sobre a possibilidade do casamento cada um deveria se fazer a seguinte pergunta: ‘ Você crê que seria capaz de conversar com prazer com esta pessoa até sua velhice ?’ Tudo mais no casamento é transitório, mas as relações que desafiam o tempo são aquelas construídas sobre a arte de conversar “

Rubem Alves diz num dos seus textos que existem carinhos que se fazem com o corpo e há carinhos que se fazem com as palavras. Continua dizendo : “É na conversa que o nosso verdadeiro corpo se mostra, mas não na nudez anatômica , mas em sua nudez poética”.
Ai lembro também a sabedoria de Adélia Prado: “Erótica é a alma”.

Conversar. Um dos prazeres que proporciona tudo que seu cérebro precisa para se exercitar, crescer e sua alma para se alimentar. Tudo que você precisa para isto é ter o que dizer o ter ouvidos para ouvir. Conversar é isto. Compartilhar experiências vivencias, vidas. Pode durar instantes ou horas. No casamento deve durar o tempo do mesmo.

Para conversar e crescer é saber dar espaço para os sonhos, para a criança que vive em nós e que sabe fazer “bolhas de sabão” delicadas, iridescentes, como devem ser estes diálogos de prazer e riqueza. Quem sabe conversar, abre espaços para ouvir, para “ver as bolhas de sabão” voando livres e nos enchendo de alegrias , informações, prazeres.

Uma boa conversa, rende outras e mais outras, consolidada amizades criando novas, eterniza amores, faz o jogo do prazer não respeitar idades valorizando momentos. Uma boa conversa é um jogo que queremos nunca se acabe. Uma boa conversa são momentos que sempre esperamos se renovem.


RICARDO garopaba BLAUTH

4 comentários:

Monique disse...

E sábios são os que aprenderam a conversar assim! E aprenderam que não é só quando a barra pesa que as palavras devem vir a tona. Elas são necessárias por construir muitas coisas e a falta delas, destroem muitas outras. Tenho exemplos de amores, amizades e os mais belos momentos que chegaram ao fim, pla falta de diálogos. E agora eyu descobri, que é importante conversar comigo mesma! Isso me ajuda a crescer, a me entender um pouco mais... E assim poder conviver bem comigo mesma, pra poder transformar os meus monólogos em diálogos, em debates, quando estou em companhia das pessoas que me rodeiam!

Texto adorável... Mesmo entendendo o poder de uma conversa, eu estava precisando dessa leitura hoje!

Abraços!!!

RICARDO BLAUTH disse...

Alo MONIQUE

Da maravilhosa Bahia onde tenho grandes amigos em Salvador e P Forte, captaste o ESSENCIAL.
Seja sempre bem vinda aqui ou
por email.
Onde fica Jacobina?........

abraços

RICARDO garopaba BLAUTH

Teresa disse...

É bem verdade.
Muitas relações começam com grandes paixões carnais e quando elas se atenuam, descobre-se que não havia mais nada. Quando as almas estão em sintonia, o prazer de conversar prolonga o amor e a amizade até ao fim dos tempos.
Bjs

ricardo blauth disse...

alo TERESA

Por incrivel que pareça quando existe sintonia se pode conversar em silencio.

bjs