obrigado por sua visita........ricardo

TODOS OS TEXTOS ANTERIORES ESTÃO EM ORDEM ALFABÉTICA NO LADO DIREITO - É SÓ CLICAR

sábado, 28 de fevereiro de 2009

DEVANEIO


Quem acompanha meus trabalhos em “artes & palavras” sabe que gosto de desafios.

Um deles é escrever um texto sobre uma palavra sugerida. Estou longe de Garopaba atualmente, já de posse do novo laptop, o que me permite ocupar melhor meu tempo, escrevendo.

Aproveitei a viagem e fui rever filhos, neta e conhecidos em minha cidade natal, onde trabalhei, constitui família e administrei através do trabalho como empresário, os recursos que me permitem viver, como vivo hoje, fazendo exclusivamente o que me é prazeroso. Sou um privilegiado por ter descoberto há tempo, o que é SUFICIENTE e assim poder viver.

Na última visita reencontrei pessoas conhecidas, rememorando então a inexorabilidade do tempo que nos leva a diferentes rumos e caminhos novos. Conversamos sobre tudo e respondi o que sempre me perguntam como consegui.

Já falei muito sobre isto em minhas crônicas e do prazer que sinto em ser Desafiado a fazer, criar, imaginar e agora escreve, colocar em palavras meus “bla bla Blauth”. Fui desafiado então a escrever sobre “Devaneio”.

Sonhador sou, idealizador de quimeras, utopias, cogitações.
Gosto de soltar, libertar a criança interior, pensar em brinquedos impossíveis, que na imaginação funcionam maravilhosamente bem. Eu a minha criança interior, gostamos de fantasiar mentalmente. Somos otimistas incorrigíveis, nada nos é impossível.

Devaneios são momentos preciosos, cuidadosamente preservados nalgum lugar especial do “disco rígido”, mental, para uso posterior. Estão lá “arquivados” por assuntos, possibilidades, potencialidades, ou maluquices que talvez um dia se tornem viáveis.

Lembre-se que há 400 anos quem falasse que um dia o homem voaria era louco ou gênio como Leonardo da Vinci. Hoje não só voamos como este meio de transporte se tornou imprescindível para o mundo atual.

Nalgum lugar do tempo alguém teve um DEVANEIO de que era possível conversar com outros a quilômetros de distancia batendo em arvores ocas e mais tarde tambores.
Mais adiante e há frente da realidade, Julio Verne, navegou em seus contos, sob a água com o Nautilus e fez em Oitenta dias a Volta ao Mundo.

Hoje você lê, vê, recebe imagens em tempo real.
Devaneios?.......................

Sonhadores, vivam eternamente. Dêem todos mais espaços à sua criança interior. Sentem em balanços imaginários ou não e balancem bem alto para que possam com seus pés atingir as nuvens.

2 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Satisfez o desafio...(hehehe).

RICARDO BLAUTH disse...

Dona URTIGÃO

SIM E AINDA TIVE O PRAZERO PRAZER DA SUA VISITA SEMPRE BEM VINDA