obrigado por sua visita........ricardo

TODOS OS TEXTOS ANTERIORES ESTÃO EM ORDEM ALFABÉTICA NO LADO DIREITO - É SÓ CLICAR

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

CAMINHOS

Porque gostamos tanto de trilhar por caminhos prontos ? Será por certezas de sabermos pra onde vão ? Porque perdemos a alegria de ser crianças sem medo de procurar, descobrir pra onde vai o lugar que não tem caminhos? Porque damos prioridades depois de adultos a existências sem essências. Onde tudo está formatado, pré...parado para não proporcionar surpresas. Antonio Machado, poeta sevilhano escreveu uma das poesias mais conhecidas suas que fala justamente nisto.

Caminante, son tus huellas
el camino, y nada más;
caminante, no hay camino,
se hace camino al andar.
Al andar se hace camino,
y al volver la vista atrás
se ve la senda que nunca
se ha de volver a pisar.
Caminante, no hay camino,
sino estelas en la mar.

Reaprender a andar, reaprender a ser criança, deixar fluir os momentos a viver. Que tal seguir, deixar o rio correr para o mar deixando que o solo onde anda determinar o jeito de ser. Nas planícies meandros criar, em meio a pedras corredeiras curtir, quando for o caso em cachoeiras pular. Viver a vida e não apenas somar dias. Porque “no hay camino........se hace camino al andar”.



RICARDO garopaba BLAUTH



Caminhante, são teus rastos
o caminho, e nada mais;
caminhante, não há caminho,
faz-se caminho ao andar.
Ao andar faz-se o caminho,
e ao olhar-se para trás
vê-se a senda que jamais
se há-de voltar a pisar.
Caminhante, não há caminho,
somente sulcos no mar.

6 comentários:

Sandra Botelho disse...

isso tudo acontece porque quando ficamos adultos, perdemos a inconsequencia das crianças e dos jovens.
O que é uma pena.
Porque em bom grau todos devemos ser um pouco inconsequentes, aventureiros.
Só assim seremos felizes plenamente,
Bjos achocolatados

Clarice disse...

Olá!
Obrigada por pousar no meu bloguinho. Vou ler teus textos com calma para apreciar melhor.

Sobre caminhos que preferimos, somos ensinados a isso com tanto não a cada tentativa, tantas regras, tantos sentimentos de culpa incutidos pela religião. Felizmente mantive umm pouco dessa ousadia e mesmo pagando um preço nem sempre justo, ainda faço picadas e abro portas para satisfazer minha curiosidade insaciável.
Abraço.

ricardoGAROPABAblauth disse...

Alo Sandra
Vamos buscar nossa criança, URGENTE
Bjs
Ricardo GAROPABA

ricardoGAROPABAblauth disse...

ALO CLARICE
.......“satisfazer minha curiosidade insaciável”......
são PALAVRAS TUAS...não as perca nunca
Abr
ricardoGAROPABA

Tiago Furtado disse...

bons textos passa no meu :)

ricardo garopaba blauth disse...

alo Tiago

obrigado
passarei sim

ricardo GAROPABA