obrigado por sua visita........ricardo

TODOS OS TEXTOS ANTERIORES ESTÃO EM ORDEM ALFABÉTICA NO LADO DIREITO - É SÓ CLICAR

quinta-feira, 3 de junho de 2010

UMA FILHA AMERICANA

UMA FILHA AMERICANA


Corria o ano de 1979. Tempos antes havíamos nos cadastrados num intercâmbio cultural estudantil, o AFS, American Field Service, estimulados por amigos que já viviam esta experiência. Nas reuniões que participamos nos forneceram e fornecemos dados para cruzarem informações e encontrar jovens que tivessem que tivessem afinidades com nossa família. Mais tarde recebemos um nome e soubemos que seria uma jovem adolescente que conviveria conosco por um período, freqüentando o mesmo colégio que as nossas três filhas. Seu Nome Cathy Getz. Uma das primeiras providências que fiz foi fazer um adendo à placa que tinha junto a campainha da porta de entrada da casa com o nome da nova “filha americana”. Desde a chegada no aeroporto a empatia que sentimos foi total. Levamos faixas e bandeiras. Enfeitamos a nossa rua e junto ao portão de entrada da casa um cartaz com o menu do dia. Colocamos nos objetos mais corriqueiros pequenos folhas com o nome em português. Com nosso inglês precário e muita vontade de acertar a tensão dos primeiros dias foi se esvaindo e tornando tudo mais fácil. Hoje passados trinta e um anos já nos revimos muitas vezes aqui e nos Estados Unidos e apesar do tempo que passou o que particularmente sinto pela Cathy continua forte e sempre que posso mantenho contato via Skype. Já casada, médica obstetra, tenho nos USA “três netos americanos”. Seu marido medico especializado em medicina esportiva, tem conversado comigo também via Skype. Cathy quando soube que iria ao Brasil nada sabia sobre o mesmo e que tal pais existia. Estudante de Frances, língua latina também se atirou com afinco a estudar português no pouco tempo que dispunha antes de embarcar e quando retornou para sua casa em Columbus, Ohio já conseguia se comunicar bem em português com os amigos que fez por aqui na escola e fins de semana. No nosso caso foi uma experiência gratificante que já rendeu duas visitas nossas aos estados Unidos, conhecendo seus pais e irmã na primeira vez e depois marido e sogros. Cathy hoje mora em sua casa própria em Indianápolis, cidade que conhecemos logo após seu casamento enquanto ainda fazia residência médica e não tinha gerado os nossos netos que temos hoje. O que o futuro nos reserva ? Sabe-se lá...... É nosso desejo um dia recebê-los todos aqui no Brasil, principalmente nas praias que adoramos em santa Catarina e mostrar as belezas dos Campos de Cima da Serra, os Canyons que fazem divisa do Rio Grande do Sul e santa Catarina e onde já fiz três belíssimos passeios a cavalo, coisa que a família da Cathy Getz Blauth Harsha adora.

RICARDO garopaba BLAUTH

2 comentários:

Teresa disse...

Ricardo
É engraçado. Também já participei da experiência AFS e já tive em casa uma filha húngara. É uma experiência extraordinária.
Bjs

RICARDO garopaba BLAUTH disse...

Alo Teresa

É bom compartilhar experiências

Bjs

RICARDO garopaba BLAUTH